Sesc Piracicaba – Cineclube exibe Isto é Pelé

pele 1958

Isto é Pelé encerra especial de futebol no Cineclube Sesc

Dirigida pela dupla Eduardo Escorel e Luis Carlos Barreto e produzida em 1974, a obra retrata o cotidiano daquele que é considerado o maior jogador de futebol de todos os tempos.  Edson Arantes do Nascimento ou apenas Pelé, como era chamado, aparece na época das filmagens, correndo nas praias de Santos, orientando os jogadores infantis do Santos Futebol Clube, fazendo exames médicos no clube e praticando atletismo.

 A produção recorre a cenas de arquivo sobre a carreira do futebolista, as primeiras imagens mostram sua “volta olímpica” no Maracanã, quando de sua despedida da Seleção Brasileira em 1971. Na sequência, o documentário faz um apanhado dos mais de 25 anos em que Pelé atuou nos campos, seja com a camisa do alvinegro praiano, seja com o amarelo do escrete canarinho. As imagens relembram as participações na Copa do Mundo de 1958, a primeira conquistada pelo país, e o primeiro título de expressão do Rei, então com 17 anos. Disputado na Suécia, este mundial foi o batismo de fogo e o nascimento do mito, que anotou dois gols na final contra os anfitriões.

As duas Copas seguintes são lembradas, porém, com menor enfâse. Contundido, Pelé integrou o elenco, mas não o time titular bicampeão do mundo no Chile; no mundial seguinte, disputado na Inglaterra, o irregular desempenho geral da equipe fez com que o Brasil fosse eliminado ainda na primeira fase. A redenção veio quatro anos depois, no México, em 1970, Pelé liderou um esquadrão que é considerado por especialistas e pela própria FIFA, entidade máxima do futebol, como o melhor seleção de todos os tempos. Resultado: campeão com direito a goleada sobre a Itália na final, título que o filme mostra em toda sua glória.

O documentário também retrata o Rei também pelo Santos, clube pelo qual jogou a maior parte de sua carreira. Pelé brilhou e foi um dos principais responsáveis por colocar o alvinegro praiano definitivamente no rol dos mais vitoriosos de todos os tempos. Não é à toa, que é quase impossível falar do clube sem recordar do jogador, e vice-versa. Entre as conquistas duas Copas Libertadores e dois Mundiais interclubes.

Produzida pela Rede Globo, a montagem utilizou diversas imagens feitas pelo extinto Canal 100, além de fotos das revistas brasileiras Manchete, O Cruzeiro e do Jornal do Brasil. Foi um grande sucesso à época, exibido em inúmeros países. Passados quase 40 anos, Isto é Pelé se transformou em documento para entender as razões que fizeram o craque ser aclamado Atleta do Século XX; bem como serve de testemunho sobre o mito e seu tempo.

Data: 26/02 – Terça-Feira – 20hrs

Local: Teatro

Ingresso: Grátis. Retirada com 1 hora de antecendência

Não recomendado para menores de 12 anos

Sesc Piracicaba – Cineclube exibe Garrincha – Alegria do Povo

noname (1)

Cineclube de fevereiro homenageia craques do futebol

Programação sobre o esporte começa na próxima terça, 05/02, às 20h, no Teatro, com exibição de documentário histórico intitulado Garrincha – Alegria do Povo.

garrincha

Produzida em 1962, a obra do cineasta carioca Joaquim Pedro de Andrade retrata o futebolista Manuel Francisco dos Santos no apogeu de sua carreira. Bi-campeão mundial em 1958/1962 com a seleção brasileira e, consagrado no Botafogo de Futebol e Regatas, onde eternizou a camisa número 7, o craque conhecido como Mané Garrincha era um dos maiores nomes da modalidade à época.

O filme alterna imagens do jogador em ação nos campos com algumas cenas de seu cotidiano. A rotina de treinos no Botafogo e a preparação do time para entrar em campo (com aparições dos jogadores da época, como Zagallo, Jairzinho e o goleiro Manga). Garrincha aparece comprando discos na cidade do Rio e depois dançando ao som deles com algumas das suas sete filhas ou passeando na sua terra natal, em Pau Grande, distrito de Magé (RJ).

Acompanhando as imagens, o narrador Heron Domingues conta fatos sobre a vida do jogador. Os rápidos depoimentos do Anjo das Pernas Tortas, como o chamou Nelson Rodrigues, sobre a fama que conquistou, e do médico que descreve a anormalidade no seu joelho, são o grande destaque desta produção.

Garrincha – Alegria do Povo foi o primeiro documentário brasileiro sobre um esportista, e o primeiro de uma série de homenagens posteriores ao craque. A obra foi premiada no Festival de Cortina D’Ampezzo de 1964, na Itália, evento especializado em filmes esportivos. Com 58 minutos de duração sofreu descaso durante décadas e o original acabou deteriorado, apenas recentemente, em 2006, a fita foi restaurada.

A exibição ocorre no Teatro. A retirada de ingressos é gratuita e deve ser feita com uma hora de antecedência. A Classificação é livre.

O Cineclube especial sobre os craques segue com os filmes Maradona, dirigido por Emir Kusturica, na terça 19/02 e Isto é Pelé, obra de 1974, produzida pela dupla Eduardo Escorel e Luis Carlos Barreto, em 26/02. Sempre às 20h.

garrincha_divulgacao(1)